Poesia de segunda

NA IDADE MÍDIA

 

 

Nenhum feito é fato

Se não for bem divulgado

Com todo estardalhaço

No mundo globalizado

 

Daquela revista besta

Que traz fofoca de artista

E que a gente pega na cesta

Enquanto espera o dentista

 

 

(Climério Ferreira)

 

Anúncios

0 Responses to “Poesia de segunda”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Arquivos

abril 2008
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: