Poesias de Quinta

 

EXPRESSÃO CORPORAL

  

Expresse em silêncio a sua dor

E com o olhar diga adeus à fantasia

Deixe que o seu corpo seja ator

Ponha o discurso na coxia

 

 

AMANSANDO A TEMPESTADE

 

 Se a vida se fizesse tempestade

Ao invés de construir um navio

Tentaria construir uma amizade

Que tivesse a calmaria de um rio

  

 

A VELHA PONTE SOBRE O RIO

 

 A ponte aponta a margem oposta

Que por seu lado pondera travessia

Sobre o rio que desliza costa a costa

Em mansas águas sem acrobacia

 

 

Climério Ferreira

Anúncios

1 Response to “Poesias de Quinta”


  1. 1 atalpaixao setembro 11, 2008 às 11:47 pm

    eu quero tudo o que tenho
    só desejo o que posso
    e sou da minha idade

    será isso a tal
    felicidade?

    😉

    poesia todos os dias!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Arquivos

setembro 2008
S T Q Q S S D
« ago   out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: