GRAÇA VILHENA SOBRE MEMORIAL DE MIM

 

Climério,

 Li todo seu livro e pude comprovar o que eu já sabia: você é um grande poeta. Gostei de todos os poemas, mas alguns me cativaram mais. Assim me emocionei com Mercado Velho, onde “Deus escrevia o certo e o errado/ Nas retorcidas linhas dos punhos das redes”. Adorei esses versos! O mesmo aconteceu com todos os poemas que tematizam a vida simples e bela do interior. Não tive essa riqueza, minha poesia é tristemente urbana, se há um poema fora desse espaço, tenho que apelar para a imaginação. Só agora pude ter um pedacinho de terra, um sítio, onde passa um riacho e é repleto de babaçu. Imagine minha felicidade. Meu “rio solitário” tem agora onde desaguar.

 Quando li Bicicleta de pneu fino, lembrei-me de que também tenho um poema sobre bicicleta, que transcrevo para você apreciar:

 

Monark

 

 aquele menino

e sua monark

um craque

 

andava soltando as mãos

só com a roda traseira

um pé na sela

e os olhos em mim

 

foram as primeiras lições

sobre os perigos do amor

 

Graça Vilhena

Anúncios

0 Responses to “GRAÇA VILHENA SOBRE MEMORIAL DE MIM”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Arquivos

dezembro 2008
S T Q Q S S D
« nov   jan »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: