MARIA FUMAÇA

sjdr1

A Maria Fumaça
Avança vagarosamente
Sábia e zen
Para São João Del Rei

A paisagem não tem pressa
E passa em câmara lenta na janela
Pontilhando a visão de vacas leiteiras
Que dormem na beira dos córregos

 Surgem os primeiros casarios
Testemunhos envelhecidos do tempo
Alertando nosso sonolento olhar
Para os telhados impregnados de história

 São João Del Rei se impõe
Imponente e bela, brilhando ao longe
Com alguns edifícios modernos
Denunciando sua inevitável transformação

A brisa que sopra da janela
Tão suave quanto a marcha do velho trem
Deve ser a mesma que acariciou
Anos atrás a face dos inconfidentes

(Climério Ferreira)

Anúncios

0 Responses to “MARIA FUMAÇA”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Arquivos

agosto 2009
S T Q Q S S D
« jun   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: