Da Poética Candanga – poesia sobre poesia

O LIVRO

 

Da Poética Candanga – poesia sobre poesia é composto de poemas de Climério Ferreira sobre a poesia dos poetas brasilienses: Aglaia Souza, Alexandre Marino, Aloísio Brandão, Altino Caixeta de Castro, Ana Maria Lopes, Anderson Braga Horta, Angélica Torres, Antonio Carlos Osório, Ariosto Teixeira, Bené Fonteles, Carlos Marchi, Cassiano Nunes, Clodo Ferreira, Cristina Bastos, Domingos Carvalho da Silva, Domingos Pereira Neto, Eudoro Augusto, Ézio Pires, Fernando Mendes Viana, Francisco Alvim, Guido Heleno, Hélio Póvoas Júnior, Hermenegildo Bastos, Hugo Mund Júnior, Joanyr de Oliveira, João Carlos Taveira, José Edson dos Santos, José Santiago Naud, Lilia Diniz, Lourdes Teodoro, Luiz Martins da Silva, Luiz Turiba, Maju Guimarães, Menezes y Morais, Nicolas Behr, Noélia Ribeiro, Oswaldino Marques, Paulo Bertran, Paulo José Cunha, Paulo Tovar, Pedro Tierra, Ramsés Ramos, Reynaldo Jardim, Salomão de Sousa, Tânia Kedma, Tita Lima, Vera Americano, Vicente Sá, Xênia Antunes.

APRESENTAÇÃO

            Eis que surge neste planalto central uma onda de criatividade antes insuspeitada sob o comando de cineastas, artistas plásticos, escritores, cronistas, repentistas, trovadores, artesãos, músicos, cantores, etc,, dentro e fora dos eixos, dentro e fora do plano, desafiando a pretensa vocação burocrática a que estaria condenada a nova capital.

            Uma cidade tão nova e moderna que muitos julgavam condenada ao vazio das ideias, à aspereza do concreto, à solidão dos amplos espaços, ao achatamento do ser humano pelo horizonte sem fim, ao tédio da superquadras idênticas, mostra-se pulsante de poesia, repleta de poetas, numa invasão não bárbara de bares, teatros, cinemas, com seus livros e recitais.

            Tudo começou de brincadeira com Eu Quero Ser Chico Alvim. Veio então a ideia de trabalhar com os versos de alguns poetas brasilienses, tendo como método a produção de poemas sobre a poesia de cada um deles, aproveitando os versos, compondo versos de ligação, invertendo-lhes de vez em quando o sentido original.

            Predominou o caráter subjetivo das escolhas, nascidas da admiração, da amizade e (por que não?) da inveja – no bom sentido – que o autor nutre por cada um dos poetas e a beleza indiscutível dos seus versos.

            Da Poética Candanga significa uma pequena gota no imenso oceano da poesia de Brasília. Em verdade, deseja ser uma despretensiosa homenagem do autor à cidade e seus poetas.

 O AUTOR

Climério Ferreira, poeta e letrista da mpb, nasceu em Angical do Piauí, em março de 43. Publicou os livros de poesia: Memórias do Bar do Pedro & Outras Canções, Canto do Retiro, A Gente e a Pantasma da Gente, Essa Gente (c/Duarte), Artesanato Existencial, Pretéritas Canções, e Memorial de Mim.

Anúncios

1 Response to “Da Poética Candanga – poesia sobre poesia”


  1. 1 Mário Lúcio Marques maio 7, 2010 às 1:15 am

    Climério. Estou atras de vcs.
    Por onde andam.
    Entrem em contato comigo.
    Mário Lúcio Marques.
    (Placa Luminosa)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Arquivos

abril 2010
S T Q Q S S D
« dez   jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

%d blogueiros gostam disto: