Posts Tagged 'Dominguinhos'

Climério Ferreira no Balaio de Amor

capa_frente_balaio_edit

Para celebrar os 30 anos de carreira, Elba preparou um disco especial: “Balaio de Amor” reúne xotes e baiões, alguns inéditos e muitos já conhecidos da cultura nordestina. Entre os compositores gravados estão Accioly Neto, Chico Bezerra, Maciel Melo, Petrúcio Amorim. As faixas inéditas são composições dos artistas Nando Cordel, Dominguinhos em parceria inédita com o poeta Climério Ferreira.

Em “Balaio de Amor”, Elba retoma uma das principais características de sua carreira: a aposta em talentosos compositores, principalmente da Paraíba e de Pernambuco. Foi a intérprete quem primeiro gravou uma canção de Lenine e ajudou a projetar com registros antológicos Geraldo Azevedo, Belchior, Chico César, Lula Queiroga e outros. Produzido pelo compositor e músico Cezinha, o CD reúne uma boa safra de canções recentes, com belas melodias e letras poéticas, compostas por artistas que dificilmente rompem a barreira geográfica nordestina.

 A cantora privilegiou selecionar canções que soassem praticamente inéditas nas demais regiões do país. “Algumas destas músicas são conhecidas pelos nordestinos e o povo acompanha as letras. Sempre fiz bem este trânsito do Nordeste com os outros cantos brasileiros, em meio a essa geografia imensa”.

  De compositores já consagrados no eixo Centro-Sul do país, apenas duas faixas de Dominguinhos e uma de Nando Cordel. Do sanfoneiro, com quem já dividiu um álbum, registrou “Riso Cristalino”, parceria com Climério Ferreira, em que o compositor leva o acordeon com Cezinha e divide, com seu timbre grave, o vocal com Elba, e “Ilusão Nada Demais”, esta com Fausto Nilo, que conta com o sax soprano indefectível de Leo Gandelman.

Tim Maia, Dominguinhos e Climério Ferreira


TER VOCÊ É TER RAZÃO
(Dominguinhos e Climério)

Quando eu lembro de você, coração
Dá vontade de chorar
Quando penso no seu beijo, coração
Que saudade que me dá
Ter você no pensamento, meu amor
Ter você no coração, minha flor
Ter você é ter razão
E não ter sofrimento, meu amor
Não ter é judiação
Quê fazer dessa paixão?
Quê fazer sem ter carinho
Quê fazer sem aconchego
Ter você é ter um ninho, ser menino
Sem você eu morro cedo só de medo
Ter você é ter destino, ter estrada
Ter você é ter sentido e direção


Arquivos

agosto 2017
S T Q Q S S D
« jul    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031